terça-feira, março 31, 2009

Prêmio Design AbiMóvel

E direto do forno, o hotsite da Abimóvel do Prêmio Design está no ar!


Em sua 6ª edição, a Abimóvel quer incentivar a participação de profissionais no âmbito da criação de novos produtos para o setor moveleiro e promover a participação de toda a cadeia produtiva no desenvolvimento de produtos melhores nos aspectos: produção, apresentação, viabilidade econômica e sustentabilidade do negócio.

Confira o hotsite do
Prêmio Design da Abimóvel


Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Envio de Newsletter: www.chronosmail.com.br
Criação de Sites e Hotsites: www.on3w.com.br

segunda-feira, março 30, 2009

Calendário humano

A Human Calendar tem um calendário muito legal, onde várias pessoas olham para o lado nos dias que já se passaram ou estão por vir... e no dia atual, a pessoa olha para você.



No site deles tem também um calendário com o mês inteiro, e um relógio humano.

Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Projetos criativos para web: On3w Produtora Web www.on3w.com.br

sexta-feira, março 27, 2009

Registro.br torna DPN .net.br genérico

Numa iniciativa muito positiva ao meu ver, o Comitê Gestor da internte no Brasil abriu mais portas ao registro de domínios tupiniquins:

Informe do Registro.br

Em 2008 o DPN .com.br tornou-se um DPN "genérico", passando a aceitar
registro tanto de pessoas jurídicas como de pessoas físicas. O mesmo
foi decidido pelo Comitê Gestor quanto ao domínio .net.br. Assim,
esses dois DPNs, o .com.br e o .net.br, aceitarão registros tanto de
pessoas jurídicas como de pessoas físicas.


Em 6 de abril de 2009 inicia-se a operação do .net.br como DPN
genérico.

Para que se garanta um início suave de operação e se preservem
direitos, durante os primeiros seis meses ("sunrise period"), os
domínios existentes no .com.br, que tenham sido registrados antes de 6
de abril estarão reservados no .net.br, a espera de manifestação de
seus detentores no .com.br. Ou seja, os detentores de domínios no
.com.br terão seis meses, a partir de 6 de abril e até 6 de outubro
para, manifestando seu interesse, registrar o mesmo nome sob o
.net.br.

Findo o período de "sunrise", a partir de 27 de outubro, os domínios
para os quais seu detentor no .com.br optou por não registrá-los no
.net.br estarão disponíveis para registro a todos.

Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Faça o registro de seu site na On3W: www.on3w.com.br

quinta-feira, março 26, 2009

Joguinho para a sexta-feira

Adoro essas maluquices, se você gosta de joguinhos de aventura e mistério, você vai curtir esse jogo em Flash da 2DPlay.




Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Jogos em Flash: www.on3w.com.br

quarta-feira, março 18, 2009

Hora do Planeta WWF PARTICIPE!

Preocupados com nosso planeta, a WWF está fazendo uma campanha que eu já aderi, e é fácil de você participar! venha se juntar a nós.

Visite o site da Hora do Planeta, cadastre-se e ajude a divulgar, é muito importante para nosso planeta, e é muito simples de participar e ajudar. Site Hora do Planeta.


Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Nós também nos preocupamos com a Terra, On3W Produtora Web, SP www.on3w.com.br

Um mundo touchscreen?

Li numa ótima dica dos Comunicadores sobre um vídeo que mostra um futuro próximo (2019) segundo a visão da Microsoft.

Achei um pouco viajante, mas é empolgante hehehe


Microsoft Sustainability from Kray Cédric on Vimeo.


Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Envio de newsletter: ChronosMail

segunda-feira, março 16, 2009

Vote no Top21 e concorra a prêmios


Publicamos hoje o hotsite do Prêmio Top 21 que a Revista Arc Design faz todo ano. E com uma novidade muito legal esse ano! O público que participar com o voto popular e fizer comentários nas peças de votação concorre a prêmios!

Participe você também: Prêmio Top 21


Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Hotsites: On3W Produtora Web www.on3w.com.br

sexta-feira, março 13, 2009

Assinatura digital gratuita

Muito boa a notícia! sinal de que estamos caminhando para um Brasil cada vez mais digital...

Acompanhando o Blog de Gerson Rolim, me deparei com a notícia de que foi lançado o Assinador de Documentos Digitais gratuito, e isso não só é uma notícia importante em nosso meio, como é prova de que não dá mais para depender de papel assinado =)

Leia a notícia na íntegra aqui.


Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Quer saber o que a web pode fazer por você? você precisa mais do que criar um site: www.on3w.com.br

PDF 2 Word!

Você também já deve ter sofrido quando precisava transformar um PDF que recebeu em word para poder editar o conteúdo não é? Eu pelo menos já precisei disso algumas vezes... E fui beta-tester do PDFTOWORD, e finalmente eles liberaram o sistema para o público em geral, é simples, você faz um cadastro rápido e faz o upload do seu arquivo PDF, e eles lhe enviam o arquivo convertido em Word minutos depois no seu e-mail. E o mais importante: perfeito! porque quem já tentou converter pdf para word sabe que a limitação técnica para isso é imensa...



Vale testar: www.pdftoword.com

Bom proveito.

Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Soluções em criação de sites e e-commerce: On3W Produtora Web www.on3w.com.br

segunda-feira, março 09, 2009

domingo, março 08, 2009

Uma pausa para que a experiência seja mais marcante

As pessoas comem barras de chocolate em pedaços, esperando e saboreando. Elas espaçam seus cigarros ao longo do dia, suas sessões de fofocas, suas ligações para amigos. Elas gostam de seus esportes com intervalos, e praticam sua religião com jejuns e períodos de autonegação, como a Quaresma.

Então por que aquela interrupção dos comerciais sempre estraga os programas de TV?

Talvez elas não estraguem. Em dois novos estudos, pesquisadores que estudam o comportamento consumidor argumentam que interromper uma experiência, seja ela tediosa ou agradável, pode torná-la significativamente mais intensa.

Stockxpert

Segundo o estudo, interromper uma experiência, como um programa de TV, pode torná-la mais intensa. "O mote é que os comerciais tornam os programas mais agradáveis de ver. Mesmo os comerciais ruins", disse Leif Nelson, professor-assistente de marketing da Universidade da Califórnia, em San Diego, e co-autor da nova pesquisa. "Quando digo isso às pessoas, elas apenas ficam me encarando, sem acreditar. As descobertas são ao mesmo tempo implausíveis e empiricamente coerentes."

Ao longo dos anos, pesquisas psicológicas descobriram que as pessoas nem sempre estão muito certas do que as faz feliz. Ao falar sobre seu próprio bem-estar, elas demonstram um tipo de equilíbrio: após uma perda (um divórcio, digamos) ou um ganho (uma promoção), elas geralmente retornam com o tempo ao mesmo nível de felicidade de antes. Os humanos se habituam rapidamente, à privação e à prosperidade, à guerra e à paz.

Prazeres ainda mais modestos - uma xícara de café pela manhã, uma caminhada à tarde, um uísque antes de dormir - parecem seguir uma lei de retornos cada vez menores. "O álcool é como o amor", diz um personagem no livro "The Long Goodbye", de Raymond Chandler. "O primeiro beijo é mágico. O segundo é íntimo. O terceiro é rotina."

Para Sonja Lyubomirsky, psicóloga da Universidade da Califórnia em Riverside e autora do livro "The How of Happiness," isso levanta uma questão provocativa: "Se você se adapta tão rapidamente a atividades agradáveis, e o prazer diminui, como sustentar um nível de felicidade, ou mesmo se mover escala acima?"

Uma maneira de fazer isso, sugerem os pesquisadores, é preferir experiências novas a bens materiais. O cheiro de um carro novo pode ficar na cabeça de alguém durante meses. Mas a memória de uma viagem através do outback australiano - ou dos museus de Amsterdã - parece oferecer uma sustentação mais duradoura, dizem os pesquisadores. Em alguns estudos, casais reportam maior satisfação em seus relacionamentos após tentar novas coisas juntos.

A nova pesquisa de consumo analisou uma dinâmica similar num nível momento-a-momento. Em um experimento, Nelson, juntamente com Tom Meyvis e Jeff Galak, da Universidade de Nova York, fizeram 87 estudantes assistir a um episódio da série "Taxi." Metade o assistiu como ele foi originalmente transmitido, com comerciais da Jewelry Factory Store e do escritório de advocacia de Michael Brownstein, entre outras propagandas. A outra metade viu o programa direto, sem interrupções.

Depois de terminada a transmissão, os estudantes avaliaram o quanto haviam gostado, usando uma escala de 11 pontos e comparando o programa com a série "Happy Days", a qual todos conheciam. Aqueles que viram "Taxi" sem comerciais preferiram "Happy Days", mas os que viram o programa original preferiram "Taxi", com uma margem significativa.

Em experimentos similares, usando outros clipes de vídeo e uma variedade de interrupções, os resultados foram os mesmos: as pessoas classificavam suas experiências como mais agradáveis com os comerciais, não importando seu conteúdo, ou outras interrupções. O efeito não estava limitado à TV; interromper uma massagem também aumentava o prazer do sujeito, conforme descobriu outro experimento.

O oposto era verdade para experiências irritantes, como escutar o barulho de um aspirador de pó: uma pausa só tornou tudo pior, eles descobriram. "O motivo pelo qual isso acontece, argumentamos, é que nós tendemos a nos adaptar a uma variedade de experiências, à medida que elas vão acontecendo", disse Nelson. "Ouvir uma música, assistir a um programa televisivo, receber uma massagem: tudo isso começa de forma muito agradável, e dentro de alguns minutos nós nos acostumamos. As interrupções dividem isso."

Em um de seus artigos, os autores chegam a propor que a televisão comercial evolua culturalmente para maximizar o divertimento. Os milhões de americanos que gravam seus programas favoritos podem zombar da iniciativa; mas eles também pausam os programas para buscar uma bebida, fazer uma ligação ou conversar. Esse tipo de interrupção controlada por representar um tipo de ideal, disse Nelson.

Gal Zauberman, professor-associado de marketing da Escola Wharton, na Universidade da Pensilvânia, disse que as descobertas eram sólidas, e acrescentou: "Para mim, a parte mais interessante é que quase todos dizem, 'Eu gostaria de nunca ter de assistir a um comercial'".

"Tudo é parte desse fenômeno que descobrimos em outro trabalho,", continuou ele, "que as pessoas não estão totalmente cientes do que as faz felizes, especialmente quando há um componente temporal, quando uma experiência afeta outra com o tempo." No entanto, as interrupções não melhoram todas as atividades agradáveis. Nelson e seus colegas descobriram que as pessoas muitas vezes não se acostumam a programas ou histórias particularmente mais exigentes - com viradas inesperadas na trama - e que uma interrupção pode romper a linha de raciocínio, azedando a experiência. Quando artistas, negociantes, músicos e outros se submergem em seus trabalhos, com o prazer altruísta que alguns psicólogos chamam de fluxo, o apito da hora do almoço pode ser um risco.

Mas os prazeres mais simples da vida têm mais em comum com passar uma manhã na banheira quente do hotel. Bastante bom, ainda mais se você puder sair e mergulhar na piscina a cada cinco minutos.

*por Benedict Carey, do jornal The New York Times Fonte: UOL
AD News - Artigos

Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Criação de sites: www.on3w.com.br

quinta-feira, março 05, 2009

Campanha para promover o consumo de leite

Da agência Eva, em Santiago.


Eu tomo e você?

Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Criação de Sites: www.on3w.com.br
Mais do que um site na internet, a sua empresa precisa de um verdadeiro aliado, que transmita extamanete a imagem que você quer que ela tenha para o seu público, cative, traga novos clientes e esclareça tudo sobre seus produtos e serviços. Criação de site não é brincadeira, e o futuro da sua empresa pode depender disso, além de outras ferramentas como o envio de newsletter. Conheça a On3W, temos as soluções que sua empresa necessita.

terça-feira, março 03, 2009

Redes sociais e o Twitter como ferramenta de marketing

Ontem um leitor de um blog que acompanho perguntou o que as pessoas conseguem ver no Twitter que ele não vê, porque acha o microblogging algo inútil, e acha mais prático e óbvio utilizar o blog convencional como meio de comunicação.

Claro que minha opinião já está definida a respeito, e sugeri que o amigo pesquisasse mais, além de experimentar utilizar o Twitter, afinal as empresas não estariam dando qualquer atenção ao microblogging se isso fosse irrelevante, e um sinal de que a coisa está caminhando nesse sentido é a grande quantidade de notícias relacionadas à importância desse meio que vemos a todo tempo na mídia, hora em TV, hora em Jornais ou Revistas convencionais (não-digitais) e cada vez mais vemos as aplicações possíveis para o serviço. Eu mesmo já destaquei alguma coisa por aqui, e hoje vou mandar mais duas referências a respeito.

Uma delas é esse ipo de notícia, que mostra que eles estão atentos ao que se passa no Twitter:
notícia na Folha, sobre a personagem da série Harry Potter twitando por aí... http://migre.me/4so

Outra notícia reafirma exatamente o que eu estou defendendo, que é a avlanche de empresas que perceberam outras saídas, meio de interação, e medição de resultados ou avaliações por parte do consumidor de seu produto ou serviço.

"Além de uma nova forma de aproximação com os clientes, as iniciativas voltadas para a internet são importantes em tempos de crise econômica. Por causa da recessão mundial, a maioria das empresas teve de cortar gastos e reduzir seu orçamento, e investir em redes sociais acabou se tornando uma vantagem por ser mais barato e ter maior garantia de retorno. " Leia na íntegra aqui

Pois é... a importância das redes sociais está cada a cad dia mais destacada. E a sua emrpesa, já usa essa ferramenta a seu favor?


Abrasssssssssssssss!

Marcelo Guernieri
Campanhas em redes sociais: On3W Produtora Web - www.on3w.com.br